FANFIC - NA ESCURIDÃO - CAPÍTULO 19

Olá Amores!!! Hoje vamos curtir o 19º capítulo de "Na Escuridão". Quer acompanhar a história desde o início? Clique aqui.


Foi uma noite intensa. Precisa de um alívio... precisava fugir da dor. Aqueles olhos em mim.. seu corpo junto ao meu. Tudo isso dissipou minha dor, me deu um calmante natural. Mas não queria me envolver, não queria mais ninguém. Até ver a merda daquele exame me dizendo que a noite não tinha acabado. Eu não sabia nem o nome dele. Que merda!


Autora : Isabella Cullen
Classificação: +18
Gêneros: Romance
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez.




Capítulo 19 Uma Cullen



Não rolou Las Vegas porque assim que Edward contou para Alice ela e Esme fizeram um drama dizendo que deveríamos pensar nos amigos e família que queriam estar nessa hora tão feliz. Fiz cara feia para Alice, bati o pé quando começamos a falar de vestido e me irritei com as flores. Meu Deus casamento era uma coisa muito chata... flores, convidados, altar, padre ou pastor... E eu pensava em Las Vegas... um Elvis me casando e Europa. Uma viagem longa pela Europa. Não rolou nada do que eu queria e estava eu aqui olhando meu vestido de noiva exclusivo. Exclusivo porque eu queria algo com a minha cara e Nina fez isso perfeitamente. Não era nada clássico e por mim seria de outra cor, mas a única coisa que Edward pediu foi o branco. Por isso o meu vermelho foi para o espaço. Um mês depois daquela manhã louca eu estava casando num jardim de rosas vermelhas na casa de verão dos Cullen.
– Bella precisamos ir. – era Carlisle. Ele se ofereceu para me entregar a Edward. Respirei fundo. Olhei para o vestido estilo deusa grega que mostrava minha barriga e o buquê que estava numa mesa do lado do espelho. Eu estava maquiada, com o vestido, o buquê e uma barriga linda. Eu estava pronta. – Edward pediu que entregasse isso filha.

– O que é? – Ele pegou uma caixa de veludo grande. Deixei o buquê com ele e abri a caixa que tinha um bordado em cima.

– Quem é Elizabeth Mayson?

– Avó de Edward.

– E o que isso...

– São as jóias que ela usou no casamento. Esme as usou e bom... antes dela a mãe de Elizabeth também. Já que vão fazer isso do modo tradicional ele pensou em lhe dar.

– Não posso.. Carlisle.. – ele deixou o buquê de lado e abriu a caixa.

– É uma Cullen agora.- ele pegou a pulseira fina de diamantes e colocou no meu pulso. Depois o colar do conjunto e o colar que continha um coração que ficou lindo no meu colo. Era um diamante quase bruto em formato de coração. – Agora ponha os brincos e tudo vai ficar perfeito.

E pus olhando para mim no espelho. Minhas mãos começaram a tremer. Eu era uma Cullen, outro pedido de Edward. Abandonar o Swan. Irina mandou eu pensar nisso como uma forma de largar o passado, poderia fazer isso? Esquecer meu pai... Aro e suas ambições quase apocalípticas... minha mãe...e tudo que um dia eu fiz para esquecer o quanto eu odiava meu pai.

– Estou pronta. – disse olhando para ele. Não estava, mas queria ir adiante.

Ele me guiou pela casa até o jardim e vimos os convidados esperando já sentados.

– Alice disse que eram alguns amigos... – falei no ouvido de Carlisle – Quanta gente!

– Isso porque Edward desconvidou mais de cem pessoas achando que você ia fugir! – ele riu de uma coisa que para mim não tinha a menor graça. Comecei a ficar tonta.

– Carlisle não me deixa cair.

– Nunca. Edward me mata se eu não chegar ali na frente com você.

– Tudo bem. Estou....

– Respira e se concentra em Edward. Olha só para ele.

– Isso ajuda?

– Esme fez isso no nosso casamento e disse que isso fez ela quase correr.

Sorrimos um para outro. Me concentrar em Edward.

– Bella vamos! – Alice entrou de dama de honra. A musica tocou e só terminou quando ela chegou perto de Edward no altar. Respirei fundo quando a minha musica ao som de violinista começou. Carlisle sussurrou o nome de Edward no meu ouvido e olhei seus olhos verdes alegres naquele smoking. Lindo... me prendi ali e senti Carlisle me segurando. Eu iria correr?

– Faz todo sentido agora. – disse olhando para ele.

E me esqueci de tudo e aquela caminhada nunca foi algo tão longo e demorado. E assim que ele pegou minha mão no altar depois que Carlisle como um bom pai me deu beijo na testa eu fiquei do lado dele. Meu amor, minha vida, o homem que me amava como eu era e tinha mesmo assim um amor muito grande por mim depois de conhecer minha escuridão. O lado mais secreto de mim.

– Eu aceito. – ele disse e eu nem ouvi quais foram os votos que ele fez. O pastor falou mais e mais e chegou minha vez.

– Eu aceito.

E ele colocou uma aliança de ouro grande e tradicional no meu dedo e o segui pegando a dele com uma prima dele que seria a portadora das alianças.

– Pode beijar a noiva.

Já sentiu completa? Tão feliz que parece que iria explodir? Já ficou tão alheia ao mundo que o beijo parece desaparecer com as pessoas ao redor e tudo que você vê e sente é o amor que está envolvendo vocês dois. Loucura... e acho que se falasse isso Irina iria me internar com certeza e foi depois de alguns minutos nessa mágica que ouvi os aplausos e Edward disse que me amava no meu ouvido. Fiquei tão admirada e surpresa que não consegui responder. Eu estava amando e não via a hora de sair com meu marido. Meu marido.

– Isabella Cullen. – ele disse no meu ouvido.

– Esposa de Edward Cullen. Você o conhece?

Ele sorriu para mim quando estávamos para entrar numa outra parte do jardim e degustar do melhor da cozinha local. Que segundo Alice dava de dez a zero em qualquer bufê. E recebemos cumprimentos, falamos com algumas pessoas, tiramos muitas fotos e eu já estava de saco cheio duas horas depois.

– Depois da nossa dança vamos embora? – Perguntei e pensei em falar que não estava me sentindo bem, mas isso me levaria para um hospital. Edward estava ficando paranóico. Ligava para Esme quando eu não parava de vomitar as vezes e depois ficava feito Barata tonta pela casa. Nada de estou passando mal. Só meus pés que doíam um pouco.. não deveria estar com um salto agulha, mas combinava com o vestido.

– Alice me disse que você escolheu a música.

– É uma surpresa. – lembrei das jóias. – Obrigada pelo presente. – Toquei no cordão.

– Hum... ficou magnífico em você. – ele falou pegando a pulseira.

– Bella a pista foi liberada. Vamos? – Era Esme.

E fomos para o meio da pista enquanto os convidados se sentavam e a banda s e posicionava. Olhei para Edward que não sabia o que tocaria e criei uma expectativa muito grande.

– Espero que goste.

– Eu vou gostar porque foi você escolheu esse momento que para mim é um dos mais íntimos. Eu vou gostar porque eu sei que você fez um esforço enorme para não fazer cara feia enquanto minha mãe e Alice falavam e combinavam... e você fez isso porque me ama e ama a minha família. Porque eu sei que passou quase três anos no consultório de Irina para conseguir entrar nesse momento que estamos aqui. Porque estamos tentando e estamos conseguindo.

Não tinha como não derramar uma poucas lágrimas. A musica começou ele começou a me movimentar e olhar para mim admirado.

– Perfeita. – disse no meu ouvido.





Tudo


Posso ser uma idiota em grau maior

Posso resistir mesmo quando já está fora de moda
Posso ser a queridinha mais recatada 
E você nunca conhecerá ninguém tão pessimista
Quanto sou algumas vezes

Sou a mulher mais inteligente que você já conheceu
Sou a alma mais bondosa com que já teve contato
Tenho o coração mais valente que você já viu 
E você jamais conhecerá alguém tão otimista
Quanto eu algumas vezes

Você enxerga tudo, enxerga cada detalhe
Você enxerga toda minha luz e ama meu lado obscuro
Você vasculha todas as coisas as quais me envergonho
Não há nada em comum com você
Mas você ainda está aqui

Eu culpo todo mundo mas não assumo a minha parte
Minha passividade agressiva pode ser devastadora
Estou assustada e desconfiada
E você nunca conhecerá alguém tão fechada
Quanto eu sou algumas vezes

Você enxerga tudo, enxerga cada detalhe
Você enxerga toda minha luz e ama meu lado obscuro
Você vasculha todas as coisas as quais me envergonho
Não há nada em comum com você
E você ainda está aqui

Aquilo que eu resisto persiste e fala mais alto que eu
Resisto ao seu amor não importa o quão pra baixo ou pra cima 
Eu esteja

Sou a mulher mais engraçada que você conheceu
Sou a mulher mais boba que você conheceu
Sou a mulher mais linda que você conheceu
E você nunca conheceu ninguém que seja tão tudo
Como eu sou algumas vezes

Você enxerga tudo, enxerga cada detalhe
Você enxerga toda minha luz e ama meu lado obscuro
Você vasculha todas as coisas as quais me envergonho
Não há nada em comum com você
E você ainda está aqui




Continua..




3 comentários:

Jannáyra Menezes disse...

Ooooh que lindo chorei :'(

Bells disse...

"Perfeitamente perfeito"

Unknown disse...

Maravilhoso

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário sobre o post: