FANFIC - NA ESCURIDÃO - CAPÍTULO 11

Olá Amores!!! Hoje vamos curtir o 11° capítulo de "Na Escuridão". Quer acompanhar a história desde o início? Clique aqui.



Foi uma noite intensa. Precisa de um alívio... precisava fugir da dor. Aqueles olhos em mim.. seu corpo junto ao meu. Tudo isso dissipou minha dor, me deu um calmante natural. Mas não queria me envolver, não queria mais ninguém. Até ver a merda daquele exame me dizendo que a noite não tinha acabado. Eu não sabia nem o nome dele. Que merda!


Autora : Isabella Cullen
Classificação: +18
Gêneros: Romance
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez.




Capítulo 11  - Diálogo



Eu passei o dia refletindo no que Edward tinha e dito no carro, e era verdade. Eu estava grávida e morando com ele. Coloquei uma ordem na minha cabeça: NÃO SURTAR. Poderia não surtar, mas relacionamentos sérios são um uma mina perigosa, pessoas se ferem e se magoam. Todos nós cometemos erros e o que se faz com isso?

– Jane você namora?

– Sim, a dois anos. Thomas é o rapaz mais doce e lindo que já conheci. – ela falou numa voz melosa que me deu vontade de vomitar.

– Que bom. E como é?

– Como é o que Bella?

– Namorar.. o que vocês fazem.. o sexo é bom.. continua o mesmo? Transar com uma pessoa só satisfaz?

Ela começou a rir e percebi que tinha enchido ela com as questões que estavam na minha cabeça. Aquilo ia soar estranho.

– Bella o que faz você pensar que o sexo muda depois que nos relacionamos com uma pessoa? Porque ele não poderia melhorar?

– Sei lá.. e variedade?

– Quando estamos com uma pessoa nós temos intimidade de mudar e ajeitar as coisas conforme o parceiro. Queremos agradar e ele se quiser nos agradar torna tudo ainda melhor.

Ela parecia Irina falando. Estranhei.

– Bom vou levar esse documentos na contabilidade e voltamos a falar sobre isso. Tudo bem?

Ela sorriu e eu sai de lá. A contabilidade ficava no primeiro andar e eu tinha que percorrer muitos andares, o elevador quebrou e só tinha alguns lances de escadas. Olhei e não vi nenhum Cullen a vista e comecei a descer lentamente segurando num corrimão, sei lá... ultimamente a prioridade era a barriga e será que todas as grávidas se sentiam assim? Por exemplo, saltos já eram descartados quando eu pensava em me arrumar e tinha a tal da alimentação, hoje consegui comer duas bananas. Bom eu li na internet que tina cálcio e o bebê precisava disso. Duas bananas... eu podia suportar isso.

– E aí.. como não me ligou eu vim te ver.

Eu estava no corredor e Jacob apareceu do nada! Meu Deus!

– Não falei que ia te ligar?

– Não me ligou então eu vim. Precisamos conversar.

– QUAL A PARTE DO NÃO TEMOS OU NÃO TÍNHAMOS NADA QUE VOCÊ NÃO ENTENDE?

–Não tínhamos nada até esse filho de uma puta aparecer!

– Cala a boca! Eu nuca gostei o suficiente de você para termos alguma coisa. Era sexo Jacob. NADA MAIS!

E ele me imprensou na parede e chegou muito perto de mim, temi pela barriga e medi meus passou com muito cuidado.

– Acha que esse teatrinho vai durar quanto tempo? Quando cansar dele o que vai fazer?

– Jacob estou avisando para me soltar se não as coisas não vão ficar boas. Pelo que vivemos não quero te machucar.

Ele começou na rir, melhor gargalhar e isso me deixou mais furiosa. Chutei as bolas dele e quando ele agachou torci os braços dele da maneira mais dolorida que conhecia.

– NUNCA MAIS SE META NA MINHA VIDA. COM QUEM ESTOU OU O QUE VOU FAZER NÃO É DA SUA CONTA!

Nessa hora uns seguranças apareceram e um tumulto começou, eles acudiram Jacob que estava jogado no chão, acho que desloquei o braço dele.

– Sra. Swam ele quer prestar queixa. – Nós estávamos numa sala privada proque já tinha gente demais olhando. Eu, ele e dois seguranças.

–PORRA NENHUMA! JACOB SE ATREVA E EU COLOCO VOCÊ NA CADEIA POR ASSEDIO!

Nessa hora Edward entrou na sala furioso.

– O que aconteceu?

– Dr. Cullen esse rapaz foi agredido pela Sra. Swan, ele quer prestar queixa. Precisamos levá-lo para a emergência, ele está com o braço deslocado.

E Edward passou por mim e depois foi em direção a Jacob e deu um soco no rosto dele. E eu só arregalei os olhos.

– Dê queixa agora seu desgraçado. Para ela ter feito isso, você com certeza provocou, então está banido desse hospital. – ele olhou para os seguranças – Levem ele para o hospital mais próximo, aqui ele não é atendido e depois se ele quiser prestar queixa que preste. Eu também tenho minhas queixas.

Jacob riu de Edward.

– Você vai ser o corno mais decepcionado que já conheci. Quando ela mostrar sua face Edward Cullen, eu quero ver como vai ser.

– NÃO FALE DA MINHA MULHER SEU BESTA! E SE O CORNO VOU SER EU, ESTÁ PREOCUPADO POR QUE?

Ele saiu me puxando pelo hospital e eu fiquei desnorteada. Ele me levou para sua sala. Respirou fundo e me olhou.

– Você vai me trair? Por que você iria me trair também? QUAL O SEU PROBLEMA?

E não agüentei, a carga emocional era muito grande, comecei a chorar e fui embora. Não ia ficar ali vendo ele falar que eu iria traí-lo. Que tudo o que Jacob estava falando era verdade, e que provavelmente eu iria fuder com mais uma relação. Peguei a merda do meu carro e fui para um bar. Fiquei olhando algumas pessoas sentadas bebendo. Não bebi, resisti. Meu celular tocava freneticamente, Alice ligou, Esme ligou... como raios ela tinha meu celular? Ela deixou uma mensagem de voz desesperada. A última eu atendi.

– Estou na sua casa Isabella, com Edward, VENHA AGORA.

Irina era a única pessoa nesse mundo que eu atenderia e só ela me faria ficar no mesmo cômodo que Edward. Voltei para casa pensando no que fazer, como fazer e Josh estava na garagem.

– Traidor!

Disse me referindo ao dia da boate ele só riu. Ele devia estar achando graça da confusão que minha vida se tornou. Subi e vi Edward sentado de cabeça baixa olhando para o chão. Iriana estava de pé.

– Que bom que veio. Vamos começar.

– Isso só seria mais tarde. – falei colocando as chaves do carro num lugar e sentando na frente dele.

– Acho que podemos começar agora. Edward como está?

– Onde estava? – ele disse com um olhar duro.

– Num bar.

– VOCÊ BEBEU?

–Não. Eu só fui lá, o cheiro de bebida me acalma.

– Que merda!

– MERDA FOI O QUE DISSE PARA MIM! COMO ASSIM VOU TE TRAIR? NÃO ESTOU AQUI? PORRA! ESTOU AQUI! O QUE MAIS QUER DE MIM?

– QUERO FIDELIDADE ISABELLA!

– EU ACABEI DE CHUTAR MEU FICANTE! QUER MAIS O QUE? O NÚMERO DAS MINHAS TRANSAS?

–Como sabia o número tão rápido? Ainda se falam?

– Memória fotográfica seu idiota!

– Sabe como fiquei quando você discou sem ao menos consultar a sua agenda?

– Deveria ter perguntado imbecil.

– E se você mentisse?

– NÃO TENHO NADA COM VOCÊ! É ISSO QUE QUER OUVIR? SÓ TEMOS ESSA CRIANÇA EM COMUM!

– Você gosta de mim, só é muito estúpida para admitir.

– E você um estúpido em falar essas coisas dessa forma.

– É A ÚNICA FORMA QUE VOCÊ OUVE!

E ficamos ali nos encarando, nos ferindo ainda mais.

– Bom. – Irina resolveu dar o ar da graça. – Acho que o problema de vocês é exatamente esse, não tem comunicação. Não tem nada em comum além dessa criança e para isso dar certo precisam se conhecer. Eu os declaro namorados e vão agir como tal.

Eu arregalei os olhos, o que aquela maluca queria?

– Bom, Edward você vai agir como se Isabella fosse sua namorada. É o que ela é mesmo. E vão fazer programas de namorados e se conhecerem. Nada de sexo.

– O QUE? – Eu disse.

– Isso mesmo, nada de sexo. Só conversa. E programas. QUE NÃO ENVOLVAM SEXO.Conversem feito gente civilizada ao invés desses gritos e acusações que acabei de ouvir. Edward, Isabella tem problemas com relacionamentos, mas ela deu um grande passo hoje e você precisa acreditar que isso é o que ela pode dar a você agora, e só. Isabella seja mais maleável, se envolva, se abra. NÃO VAI MORDER CONTAR A ELE UM POUCO DA SUA ADORÁVEL VIDA.

E ela se levantou encerrando a seção. Ótimo... fiquei ali olhando para Edward sem saber o que dizer. Ele não disse nada, ele não concordou nem discordou. Estranho.

– Tenho uma coisa para te dar. – ele se levantou e foi até seu quarto. Voltou minutos depois. – Use.

Olhei a caixa e vi que era um anel pelo tamanho. Suei frio.

– O que é isso?

– Abra e coloque.

– Romântico. – abri e vi um lindo anel de brilhantes. Ouro branco e pequenos brilhantes ao redor. – Edward... eu...

– Estamos namorando e eu quero que todos saibam Isabella. Isso é para todos verem que agora você não é mais aquela maluca.

O que dizer? Ele aceitou a proposta de Irina e eu estava namorando?

– Não sei namorar Edward, isso ficou no passado e acho que realmente nunca fiz isso da maneira como todos fazem.

– Eu te ensino então.

6 comentários:

Daiane Vital disse...

ja to ansiosa pelo proximo capitulo

Yasmim Oliveiradesouza disse...

Ahm....chegue logo o próximo capitulo

tete disse...

lindo cada dia melhor amei beijos amo esses dois

Jannáyra Menezes disse...

Aloooooo eu to pirando..quero o prox cap \o/

LAV RIBEIRO disse...

ta dificil esse dois e engraçado tbm.....

Bells disse...

Nossa...q confusão! Ameiiiii
Rsrs... os capítulos deveriam ser maiores

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário sobre o post: