FANFIC - O CARA DE JERSEY - CAPÍTULO 31

Olá Amores!!! Hoje vamos curtir o 31° capítulo de "O Cara de Jersey". Quer acompanhar a história desde o início?Clique aqui.



Autora : Nana Medeiros
Categorias: Saga Crepúsculo
Classificação: +18 
Gêneros: Romance
Avisos: Sexo





Capítulo 31




O dia amanheceu nublado, com muito vento. A temperatura beirava uns cinco graus e provavelmente continuaria a esfriar mais, o inverno estava próximo.

Isabella abriu uma de suas malas ainda intocadas na grande suite da casa na fazenda e tirou de lá algumas peças que não usava há algum tempo.

Uma bota de couro cano longo num tom de caramelo, e luvas no mesmo tom, vindos da mesma grife.

Sobre o vestido soltinho na cor nude, Isabella vestiu um sobre tudo preto, maquiou-se e com os cabelos num elegante rabo-de-cavalo ela saiu do quarto conferindo seus pertences numa bolsa chanel. Estava deslumbrante, e se não fosse pela barriguinha de quatros meses que já sobressaltava em sua silhueta elegante, ninguém perceberia sua gestação.

– Bom dia senhora! – Zara lhe cumprimentou com um lindo sorriso.

– Bom dia Zara! Onde esta o meu marido?

– Ele saiu hoje cedo, passou aqui pela cozinha e tomou apenas um café preto e saiu, ainda segurando sua caneca de café. Ele estava meio agitado… - Zara tagarelou.

– Me sirva algo leve por favor, não posso comer muito, ou ficarei enjoada no caminho. – Disse Isabella, se sentando a mesa da grande cozinha.

Eles pouco usavam a mesa da sala de jantar, Anthony levava uma vida tão simples que suas refeições eram feitas na cozinha, muitas vezes com Zara, e agora Isabella tinha o mesmo costume.

– Vou lhe servir uma salada de frutas. – Zara disse se virando e buscando a taça de cristal para servir a salada.

– Poderia mandar um recado para minha filha, Isabella?

– Claro Zara!

– Diga a aquela menina que ela ainda tem mãe! – Zara disse resmungona, já servindo a taça com a salada numa bandeja de prata.

Isabella sorriu e tomou seu desjejum, enquanto Zara voltava a seus afazeres.

Isabella terminou de comer sua salada e saiu, indo para a sala buscar sua bolsa, quando Anthony entrou na casa, e parou a olhando.

– Quando você me olha desta maneira me sinto despida por seus olhos! – Isabella disse envergonhada e foi até o marido jogando seus braços ao redor do pescoço, beijando-o.

– Foi só algo como déjá vú! Te ver vestida assim tão elegante, me fez lembrar da Isabella Swan, a Rainha de Gelo!- Ele disse separando o corpo de sua esposa, e a encarando nos olhos.

Lhe depositou um beijo casto em sua testa.

– Eu já coloquei tudo o que pediu no carro, e não me demoro. Vou me trocar e já desço!

– Ok! – Isabella assentiu e virou-se encarando Anthony subindo os degraus da grande escadaria da casa, ele estava estranho, ainda sério. E isso fez ela lembrar-se de como seu marido estava inseguro com este fim-de-semana em NY.

– Meu amor…não sinta medo! Eu estou segura, e estou com você, pra tudo. Pro que vier! – Isabella murmurou com as mãos sobre o coração.

….



xxxxxxxxxxxxx





A viajem até NY foi tranquila, Isabella não enjoou. Anthony foi todo o tempo atento a sua esposa. Zelando por ela.

Já era início da tarde quando chegaram ao apartamento de Isabella.

– Sejam bem-vindos! – Marie correu para abraça-los.

– Obrigada Marie! Como você esta? – Isabella dizia feliz com uma doçura na voz que nem ela mesmo lembrava ter tido um dia. Quando sua inocência foi roubada ainda em sua infância.

– Eu estou ótima! Saudade de vocês é logico! Mas não fico sozinha, Shanti fica comigo quase toda a semana… então. – Marie murmurou triste.

– Deixe de ser chorona e me sirva algo para comer. Estou faminta!

– Ótimo! Vou por a mesa do almoço!

Marie cumprimentou Anthony que apenas assentiu para ela, sorrindo educado. Estava muito calado.

Marie voltou a cozinha, deixando Isabella e Anthony a sós na sala. Isabella olhou em volta, observando com carinho seu luxuoso apartamento. Ela estava com saudades, não podia negar.

Anthony enlaçou sua cintura, a apertando contra seu peito e beijou o pescoço de sua esposa, que sorriu feliz.

– Você esta bem?- A voz de Anthony era baixa, mas não escondia seu nervosismo.

– Sim, estou! – Isabella garantiu, selando brevemente os lábios com os de seu marido.

– Vou guardar nossas malas! – Anthony disse a soltando de seu abraço.

Isabella olhou para seu marido se sentindo um pouco desconfortável e assentiu dizendo que iria na cozinha ver o que Marie havia preparado para o almoço.





…xxxxxxxxxxxx





Anthony entrou no quarto de Isabella, olhando todas as coisas dela, e principalmente nas fotos espalhadas pelo quarto, na maioria fotos de sua carreira como modelo. Era a primeira vez que entrava no quarto de Isabella como marido dela.

Ele olhou todo o quarto e foi até o closet de Isabella, que era um comodo enorme, ainda maior que o banheiro da suíte. Com muitas araras e centenas de cabides, cobertos por sacos elegantes que guardavam peças de roupas caras, das grifes mais caras do mundo.

Estava mais uma vez encarando a realidade, a verdadeira realidade de Isabella, que ele havia quase esquecido durante duas semanas de casado e com ela morando por definitivo na fazenda.

Durante os dias na fazenda, Isabella vestia-se bem, mas de forma casual. Usando vestidos soltos, as vezes curtos, mas em sua maioria lindos longos florais ou em cores lizas, mas sempre em tons claros e românticos.

Em duas semanas na fazenda, Isabella era uma doce e esforçada esposa. Diferente do que ela era em NY até alguns meses atrás.

Quando reataram o namoro e Isabella começou a treinar Jessye, mesmo que sem necessidade… para que Jess tomasse seu lugar na Revista, e assim Isabella vivia dividia entre os dias na fazenda e outros na cidade. Ate o dia do casamento, do qual mudou em definitivo para a fazenda.

Mas ali naquele apartamento, tudo fazia que ele lembrasse claramente que sua esposa era uma líder em seu antigo emprego, e que ela era totalmente uma garota da cidade. E ele era apenas um cara rústico, e mesmo que possua uma grande fortuna que rendia a cada geração em sua família, ele sempre seria o cara simples e do campo.

– Vamos descer amor! – A voz de Isabella o trouxe a realidade. Anthony estava sentado no enorme puff que ficava em ao centro do closet de Isabella.

Ele tinha o olhar perdido, até ouvir sua esposa o chamar, o trazendo a realidade. Ele a olhou com amor e sorriu, levantando-se e indo até ela. A abraçou e juntos seguiram para o andar de baixo.



…Algumas horas depois.



– Então, podemos ver o que fazemos a noite!

– Ai Isa… Eu juro que logo que essas fotos terminarem eu corro pra seu apartamento! – Jess disse ao telefone, era sexta e ela estava acompanhando uma seção de fotos, assim como Isabella fazia.

– Eu espero! De qualquer forma Shanti já deve estar chegando por aqui.

– Você ligou para ela?

– O celular esta desligado, mas imagino que logo ela deve estar chegando.

– Ela está na aula de teatro a essa hora.

– Marie me disse que ela esta fazendo curso de teatro. Imagine quando sua mãe souber disso! De modelo a atriz… Shanti não pára! – Isabella sorriu ao telefone.

– Ok amiga, tenho que ir. Nos falamos mais tarde!

– Beijos! – Isabella desligou o telefone e olhou a paisagem da varanda de seu apartamento. Onde tinha uma das melhores vistas de Manhatan.

Deitada em uma espreguiçadeira, Isabella não percebeu que pegou no sono até que foi acordada por Marie.

– Acorda querida!

Isabella se espreguiçou e sorriu para Marie que estava de pé a sua frente.

– Anthony já voltou?

– Ainda não, Isabella.

Isabella pegou o xale que tinha sobre as pernas e jogou nos ombros, estava ainda mais frio.

– A temperatura caiu bastante… - Marie comentou.

– Vou tomar um banho quente, me aquecer. E logo já desço.

– Vou ver o bolo que estou assando! Te espero. – Marie disse sorrindo, e observou Isabella levantar-se e ainda encolhida no xale subir a escada.

Após o banho Isabella enrolou-se em um de seus personalizados roupões felpudos cor-de-rosa e foi para seu closet.

Passou sua mão pelos vestidos e indo até o fundo de comodo, Isabella acendeu a luz que iluminava seus incontáveis pares de sapatos, e ficou encarando todos eles.

Anthony estava em silêncio observando sua esposa, sem que ela percebesse sua presença.

Ela continuou a observar sua coleção de sapatos, que qualquer mulher mataria para ter. Sem perceber a presença de seu marido.

Isabella deu alguns passos mais para direita e abriu uma porta que escondia um cofre, e la digitou uma senha e o abriu. Não era um cofre tão grande, mas o suficiente para comportar muitas joias com ótima organização, inclusive com bustos que deixava alguns colares cravejados de pedras preciosas expostos.

Anthony então decidiu aproximar-se de sua esposa, e quando deu alguns passo até ela, Isabella pode ouvir e perceber que não estava sozinha naquele comodo.

– Esta há muito tempo ai? – Ela perguntou.

– Não muito! – Ele disse a abraçou sua esposa, baixando o roupão que cobria Isabella até a cintura, ele deixou sua pele nua exposta, e beijou um dos ombros. Ainda atrás de Isabella, ele colou seu corpo ao dela.

Levantou os cabelos de sua esposa, deixando a nuca a sua vista, ele beijou molhado o lugar, fazendo Isabella arrepiar-se dos pés a cabeça.

– Amo seu cheiro… - Anthony sussurrou. Ainda beijando a pele nua de Isabella.

– Amo seus elogios! – Isabella sorriu. E virou-se encarando o marido com os olhos quentes, e sorriu doce.

– Me ajude a escolher uma joia para hoje! – Isabella disse de bem humor.

Anthony franziu o cenho antes de perguntar.

– Porque quer que eu escolha?

– Quero usar algo que você ache que fique bem em mim! Quero ficar bonita pra você.

– Você não precisa de nada disso para ficar bonita! Você é linda assim… - Anthony disse e desfez o nó do roupão de Isabella, deixando-a completamente nua a sua frente.

– Nada que cubra sua pele é mais belo ou perfeito que você! – Anthony disse segurando os cabelos de Isabella, agarrando com força sua nuca, e tomando seus lábios num beijo ardente. Fazendo Isabella buscar por ar, já no colo de seu marido, que andava para o quarto, em direção a cama.

– Eu te amo! – Ela gemeu em sua boca.

– Bela mia! – Ele sussurrou com a voz rouca de desejo.

Isabella com as mãos hábeis, despiu Anthony de sua camisa deixando seu peito nu, se deliciando com suas costas musculosas, arranhando toda sua extensão.

Anthony gemeu com a caricia, e chegando a cama, ele a depositou ali, com todo carinho. Se afastando por alguns segundos ele chutou seus sapatos para longe, e logo se livrou de sua calça junto a cueca em tempo recorde.

Assim que estava completamente nu como Isabella que o devorava com os olhos, deitada a cama enquanto mordia os lábios. Anthony deitou seu corpo sobre o de Isabella, deixando seus braços como apoio do corpo sobre a cama.

– Você é minha Isabella! – Ele disse antes de mais uma vez tomar faminto, os lábios de sua esposa.

Ambos se acariciavam de forma desesperada, com paixão e luxúria. Mas o que Isabella não entendia no momento, era que este desespero por ela, era o medo tomando conta de Anthony.

Quando ele a viu observar seus pertences de luxo, despertou nele um sentimento que o fazia sentir dor no peito e desespero, beirando a sanidade. Ele temeu que ela pudesse se arrepender de ter deixado sua vida e o abandonasse, voltando para sua vida glamourosa na cidade.

Mesmo que a decisão de ter deixado a cidade tenha sido tomada por Isabella, ele não podia deixar de admitir pra si mesmo que quando ela lhe deu a notícia, ele vibrou ao saber que ela estava disposta a largar toda sua vida para juntos começarem uma nova vida.

Anthony travou a mandíbula quando Isabella apertou suas nádegas pressionando o quadril contra o dele, fazendo seus sexos se esfregarem com mais intensidade. Ele viu que não poderia mais esperar, sentia a bruta necessidade de conectar-se a ela, imediatamente.

E assim fez, deslisando lentamente para o interior de Isabella, ele tentou controlar a respiração, fazendo que a calma e a razão voltasse a sua mente, até então nublada de desejo e medo.

Isabella sentiu que Anthony estava tenso, até mais que o normal quando faziam amor desde que ela descobriu que estava gravida.

– Não tenha medo amor! – Ela gemeu baixo, quase uma lamúria.

– Ah…eu estou ficando louco Isabella, a cada dia mais louco por você! – Ele disse e relaxou um pouco o corpo, se encaixando totalmente dentro de Isabella, fundo e preciso, fazendo movimentos circulares ele continuava sem sair de dentro dela.

– Por favor, não pare! – Ela gemeu, levando o quadril de encontro com o de seu marido.

Anthony mudou a posição na cama, e sem que esperasse, Isabella estava sentada sobre o corpo perfeito de seu marido, cavalgando sobre o rijo e ardente membro.

Ambos já suados e entregues a paixão que os envolvia, chegaram juntos ao pico apenas alguns minutos depois de Isabella montar seu marido.

Jogando o corpo suado sobre o de Anthony, isabella relaxou, permitindo que o encaixe fosse desfeito, e descansou sobre o peito do homem musculoso abaixo dela, se deixando embalar pelo movimento de sobe e desce que o tórax fazia, enquanto Anthony controlava a respiração e os batimentos cardíacos acelerados, após o gozo pleno.

‘’Você não tem o que temer amor, eu estou aqui. Sou sua e sempre serei!’’ Isabella pensou e fechou os olhos, caindo no sono.





…xxxxxxxxxxx





(…)

O choro tomava toda a casa, zara gritava na cozinha…

– Alguém pegue essa menina no colo! Por Shiva…

– Já estou indo mãe! – Shanti gritou indo em direção a pequena bebê que esperneava no carrinho.

– Prontinho Yanni, aqui esta sua mamadeira! – Shanti disse pegando a bebê de uns seis meses de vida no colo.’’



– Yanni! – Isabella sussurrou ao acordar do sono, estava sozinha na cama.

Levantando olhou por todo o quarto escuro, até ouvir vozes animadas pela casa. Pegou seu roupão e vestindo foi a procura de onde vinham as vozes.

Muitas vozes vinham de algum lugar no andar de baixo do apartamento. Isabella tomou o corredor que a levaria as escadas e continuou até paralisar no incio da descida da grande escada branca… Havia muitas pessoas em sua sala, algumas crianças correndo em volta.

Uma enorme árvore de Natal montada num canto, e uma menininha com cabelos castanhos, sentada de costa. Segurava uma pequena caixa, ela deveria ter uns cinco anos.

Isabella observou toda a cena lá embaixo sem entender. E mesmo que não pudesse ver o rosto da menina, ela podia sentir que a tristeza tomava aquela pequena garotinha.

Até que um homem se aproximou da menina e tocou seus ombros, ela não virou para encara-lo e continuou com a pequena caixa em suas mãozinhas.

Isabella olhou o homem e o reconheceu, era Anthony. Estava magro demais, e cabelos grandes, assim como sua barba. Ela não conseguia ouvir o que ele falava com a menina, mas percebia que ele tinha grande apreço por ela.

Até que uma mulher alta, com cabelos negros e longos se aproximou. O abraçando por trás.

Ele virou-se e teve um beijo roubado.

Isabella sentiu o corpo congelar, uma dor no peito a sufocar.E foi quando ela reconheceu a mulher, que ela entrou em desespero. Era Shanti, parecia mais velha, mais madura. Mas era Shanti.

Um grito urgente e de dor passou por sua garganta, tomando sua mente, mas parecia que só ela podia ouvir a si mesma.

Então ela continuou a gritar, querendo se fazer ouvida, até sentir alguém apertando-a, e tudo ficar escuro.



........................................................................................................



– Amor! Acorde amor, por favor! Acorde! – Anthony a sacudia desesperado com os gritos de Isabella.

E quando Isabella despertou do pesadelo, ela respirava com dificuldade, a dor ainda em seu peito.

– Calma amor, respire devagar! Foi um pesadelo! – Anthony disse a puxando para seus braços, confortando sua esposa.

Isabella encarou seu marido, e viu que ele ainda era o mesmo, com seu corpo forte, másculo, sua barba cerrada, e cabelos no perfeito corte. E suspirou aliviada com a certeza que tudo não lhe passara de um pesadelo.



– Dormi por muito tempo? – Isabella perguntou confusa.

– Pouco mais de uma hora, mas bem a tempo de Shanti e Jessye chegarem, estão lá em baixo de esterando! – Anthony disse mais calmo, então Isabella o olhou melhor, e viu que ele estava vestido e perfumado. E ela ainda nua. Desde …

– Vou tomar uma ducha rápida e já desço.

– Ok, te espero la embaixo! – Anthony ficou observando isabella entrar no banheiro, ainda sem saber se deveria ou não ficar ali com ela. Mas achou melhor dar espaço a sua esposa, não queria parecer mais grudento do que já estava sendo.

– Qualquer coisa me chame!

–Pode deixar amor! Fique com as meninas, eu não demoro! – Isabella garantiu.



…..............................................................................................



– Isabella já vai descer, ela foi se trocar para sairmos pra jantar! – Anthony disse a Jessye e Shanti, já na sala do apartamento.

– Ela esta bem? – Jess perguntou preocupada.

– Esta sim, foi apenas um pesadelo! – Anthony respondeu fazendo sua melhor cara de que esta tudo bem, enganando apenas a si próprio, porque Jess viu em seu rosto assim que ele desceu, que nada estava bem pra ele!



Marie chegou na sala minutos depois, servindo bebidas e quitutes para Anthony, Shanti e Jess, enquanto todos esperava, Isabella.

Conversaram basicamente sobre o curso de teatro que Shanti estava fazendo, e ela contava suas histórias muito animada. Anthony e Jess por vezes riam de Shanti e toda sua empolgação com seu novo projeto.

– Eu juro! Nunca pensei que me identificaria tanto com esta carreira, vocês vão ver! Vou ser famosa, e logo não estarão rindo mais de mim! – Shanti disse sorrindo e orgulhosa de si mesma.



– E então? Pra onde vamos? – Isabella disse do alto da escada, fazendo os três virarem e a encararem, eles estavam surpresos!

Isabella estava incrivelmente deslumbrante.

– Amiga! Você está maravilhosa! – Jess correu ao seu encontro, acompanhada de Shanti.

– Isa… está perfeita! Qualquer um nem diria que esta grávida, você esta com tudo em cima!

– Eu concordo com você Shanti… - Anhtony disse atrás das meninas que rodeavam Isabella, já no início da escada. – Minha esposa está e sempre esteve maravilhosa! E grávida, está ainda mais radiante!

Isabella tomou a atenção dos olhos do marido, que brilhavam com sua visão. Ela sorriu cúmplice para Anthony e esticou sua mão para que ele a pegasse.

– Onde iremos? – Isabella perguntou mais uma vez, se direcionando a todos.

– Bem, eu pensei no jardim! Mas, está muito frio, provavelmente lá não seria o melhor lugar para uma festa hoje… - Jess tagarelou, e voltou a encarar Isabella.

– Então, vamos a uma festa! Mas o lugar é surpresa! – Jess concluiu.

– Eu odeio surpresas Jess! – Isabella respondeu brava e rabugenta, como nos tempos que se tratavam como chefe e secretária.

Anthony e Shanti soltaram risadas divertidas e Jess apenas deu de ombros para Isabella.

– Terá de segurar sua ansiedade! Senhorita Masen! – Jess disse fazendo uma careta dramática e cômica.

– Ok! Vamos lá! – Isabella sentiu o braço protetor de Anthony rodear sua cintura, enquanto caminhavam para a porta da sala. Quando ela lembrou do pesadelo e virou-se para Shanti:

– O que significa Yanni, Shanti?

– Onde ouviu este nome? – Shanti perguntou desconfiada.

– Por ai, porquê? – Agora Isabella estava curiosa de saber o porque o breve espanto de Shanti em ouvir tal nome.

– É que minha mãe me chamava assim quando criança! Significa Presente de Deus!

– É lindo!

Anthony abriu a porta para as meninas passarem e antes de sair porta a fora, sussurrou no ouvido de Isabella.



– Este nome é lindo, amor!



Continua....




2 comentários:

Anônimo disse...

Xiii...sera que fois so um sonho mesmo de isabella?tomara que sim. amei o cao..tirando o pesadelo. otimo final de semana. bjs jannayra

Joelma Pacheco disse...

maravilho o cap. amei a roupa da sª Masen

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário sobre o post: